Água Ultrapura

A água ultrapura garante resultados confiáveis

Todos os dias, cientistas de todo o mundo usam água para diversas finalidades. Mas a qualidade deste reagente é importante demais para ser ignorada - contaminantes e variabilidades na água de laboratório estão a colocar em risco muitos resultados.

Descubra agora

O que há na água de laboratório?

A água contém uma enorme variedade de contaminantes

Devido às suas incríveis propriedades solventes, a água mistura-se e dissolve uma grande variedade de substâncias, o que significa que as fontes de água de laboratório contêm muitos contaminantes diferentes. Mesmo os níveis vestigiais de impurezas podem afetar uma variedade de aplicações científicas, colocando em risco os resultados.

As fontes de água são altamente variáveis

A água potável deve estar em conformidade com os regulamentos locais e ter transparência, sabor e odor aceitáveis. Isto é conseguido através do tratamento de fontes naturais de água, como reservatórios, rios ou aquíferos subterrâneos, seguindo uma série de etapas, que variam de acordo com a fonte de água, regulamentos locais e nacionais e a escolha de tecnologias.  Por isso, é fácil perceber que a água irá variar significativamente de uma localização geográfica para outra e pode até sofrer alterações de estação para estação. A água é uma fonte de variabilidade nas suas experiências que não pode dar-se ao luxo de ignorar.

 

Livro branco

Água de laboratório

Um reagente-chave para o
sucesso experimental

Água de laboratório

Um reagente-chave para o sucesso experimental

Transfira a sua cópia GRÁTIS
hoje

O que é água ultrapura?

Água ultrapura (UPW) é água que foi purificada a elevados níveis de especificação. Normalmente, a água contém apenas H2O, bem como um número equilibrado de iões H+ e OH-. Tem uma resistividade de 18,2 MΩ.cm, TOC <10 ppb e contagem bacteriana <10 CFU/ml. Para ser classificada como ultrapura, a água não deve conter quaisquer endotoxinas detetáveis. Este nível de pureza torna-o num reagente perfeito para o trabalho de laboratório.

Porque é que a existência de impurezas na água de laboratório deve ser fonte de preocupação?

A água ultrapura, também conhecida como água tipo 1, atinge os níveis teóricos ideais de pureza com uma resistividade de 18,2 MΩ.cm, TOC < 10 ppb e contagem bacteriana < 10 CFU/ml. As endotoxinas também são removidas e, como tal, a água ultrapura contém tipicamente <0,03 EU/ml, com nucleases e proteases em níveis não detetáveis.

A água ultrapura é um reagente essencial e crítico usado em  muitas aplicações científicas altamente sensíveis,  tais como HPLC, LC-MS, GC-MS, GFAAS, PCR e cultura de células de mamíferos, bem como em analisadores clínicos.

Para que é utilizada a água ultrapura?

A UPW é mais utilizada nas indústrias de semicondutores e farmacêutica, embora seja uma solução ideal para qualquer trabalho no laboratório. O seu nível de purificação torna-a versátil para aplicações altamente sensíveis.
As aplicações que utilizam UPW incluem:

  • Cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC)
  • Cromatografia líquida – espectrometria de massa (LC-MS)
  • Cromatografia gasosa – espectrometria de massa (GC-MS)
  • Espectrometria de absorção atómica com câmara de grafite (GFAAS)
  • Reação em cadeia da polimerase (PCR)
  • Imunoquímica (ICC)
  • Cultura de células de mamíferos
  • Analisadores clínicos
  • Análise de vestígios

De que forma é que a água ultrapura ajuda a cromatografia?

A sensibilidade melhorada de técnicas de cromatografia avançada amplamente utilizadas, tais como LC-MS e cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC), exige água da mais elevada pureza. Isso porque uma variedade de contaminantes, incluindo gases dissolvidos, partículas, coloides, bactérias e compostos orgânicos, pode prejudicar as emissões de dados, como a produção de valores de fundo mais elevados, ou interferir diretamente nas análises. Tal torna a água ultrapura vital para proteger a fiabilidade das suas aplicações de cromatografia líquida.

De que forma é que a água ultrapura ajuda à análise de oligoelementos?

A análise de oligoelementos envolve a deteção de concentrações muito baixas (oligoelementos) de determinados elementos químicos numa amostra. Tal requer técnicas analíticas altamente sensíveis e precisas, com resoluções de deteção tão baixas quanto partes por bilião!
Mas a desvantagem desta deteção altamente sensível tem que ver com o facto de as emissões de dados poderem ser afetadas negativamente até por pequenas quantidades de contaminação por elementos ou iões adicionais. Tal inclui causar erros em brancas e amostras de calibração ou concentrações de amostra artificialmente elevadas. Como tal, a fiabilidade da análise de oligoelementos deve ser protegida utilizando água ultrapura que é praticamente livre de impurezas.
​A água ultrapura dispensada pelos sistemas de purificação de água da ELGA demonstrou estar livre de contaminantes vestigiais para satisfazer as exigências dos instrumentos utilizados para a análise de oligoelementos.

Precisa de saber qual o tipo de água de que necessita para o seu trabalho?
Procura um fornecedor local de água ultrapura?
Encontre um parceiro aprovado hoje

Porquê utilizar água ultrapura?

A água ultrapura não contém contaminantes ou impurezas, ambos presentes na água potável média. Os tipos de contaminantes que estão presentes na sua água e a respetiva quantidade podem depender da origem da água. A presença de impurezas e contaminantes pode ter um impacto grave nos seus dados. Ao garantir a utilização de água com um elevado nível de pureza, elimina qualquer sabotagem aos seus dados e garante resultados fiáveis e precisos.

Há riscos na utilização de água ultrapura?

A composição da água ultrapura torna-a bastante instável, uma vez que a água não gosta de estar num estado ultrapuro. Quando esta água entra em contacto com impurezas e minerais, tais como compostos orgânicos e inorgânicos, tenta absorvê-los na sua estrutura. Desta forma, é necessário ter cuidado com a forma como é armazenada, para que haja um risco minimizado de contaminação e a água permaneça ultrapura.

Qual é o processo ao criar água ultrapura?

Há vários processos detalhados efetuados ao purificar a água. Com cada tratamento, os contaminantes na água são ainda mais reduzidos e o nível de pureza aumentado. A duração deste processo depende do nível de impureza antes de iniciar o processo de purificação. Uma vez eliminados todos os contaminantes indesejados, a água pode ser usada imediatamente ou armazenada até que seja necessária.

Porquê utilizar a água ultrapura da ELGA?

Na ELGA LabWater percebemos como é crucial para os cientistas terem acesso a água ultrapura ou qualquer que seja a qualidade da água necessária para o seu trabalho. Quando combinadas, as tecnologias utilizadas no equipamento ELGA são capazes de remover impurezas da água para níveis extremamente baixos; algumas tecnologias concentram-se em contaminantes específicos, enquanto outras têm impacto num espectro mais amplo de alvos. Para alcançar a pureza correta da água para uma determinada aplicação, de uma maneira económica, preparamos uma combinação de diferentes tecnologias e otimizamos o seu funcionamento.

Questions?

Ask our approved partners any questions you still have

Escolher qual o tipo de água na ELGA –
é tão fácil como I, II, III

Os nossos especialistas fizeram o trabalho árduo por si! No nosso Livro Branco mais recente, criámos um sistema fácil de usar que classifica a pureza da água em tipos abrangentes, bem como uma lista mais detalhada de aplicações comuns e a pureza da água que estas exigem.

Obtenha um fornecimento confiável de água ultrapura para o seu laboratório

Demonstraremos o porquê de usar o nível certo de pureza da água ser uma maneira simples de ajudar a alcançar resultados mais consistentes e precisos. E que a instalação de um sistema interno de purificação de água pode poupar tempo, dinheiro e reduzir o impacto ambiental. Irá descobrir:

  • O potencial impacto dos contaminantes da água nas utilizações laboratoriais diárias
  • Como é purificada a água de laboratório e os diferentes tipos de água que podem ser obtidos
  • Como selecionar o melhor sistema de purificação de água de laboratório para atender às suas necessidades